TV Show review | How To Get Away with Murder*

htgawm*spoiler free post

Eu já tinha falado desta série aqui no blog uma vez, mas falar dela mais uma vez também não faz mal a ninguém, não é? Esta série tem apenas duas temporadas – e daquelas mais ou menos pequeninas – mas desde os primeiros episódios que se tornou numa das minhas actuais séries favoritas. “How To Get Away with Murder” segue a vida pessoal e profissional de Annalise Keating, uma professora de Direito Penal da Middleton University, Pensilvânia, uma das mais prestigiadas escolas de direito dos Estados Unidos da América. Como advogada de defesa criminal, Annalise seleccionou um grupo dos seus melhores alunos para trabalharem na sua empresa. Eles são: Connor Walsh, Michaela Pratt, Asher Millstone, Laurel Castillo e Wes Gibbins. Na sua vida pessoal, Annalise vive com o seu marido, Sam Keating; mas tem também uma relação secreta com Nate Lahey, um detective. (x)

I’ve talked about this TV show here before but writing about it once more won’t hurt anyone, am I right? This TV show only has two seasons – those sort of tiny season y’know – but it has been one of my current favourite TV shows since its first episodes. “How to Get Away with Murder’ follows the personal and professional life of Annalise Keating, a criminal law professor at the fictional Middleton University in Philadelphia, one of the most prestigious law schools in America. A criminal defence lawyer, Annalise selects a group of her best students from her university class to work at her firm. They are Connor Walsh, Michaela Pratt, Asher Millstone, Laurel Castillo and Wes Gibbins. In her personal life, Annalise lives with her husband, Sam Keating; but she also has a secret relationship with Nate Lahey, a local Philadelphia detective.” (x)

Há vários aspectos que fazem desta uma das minhas séries favoritas, começando pelo facto de ter um enredo bastante apelativo. O facto de se basear muito em flashbacks poderia levar a uma confusão generalizada, mas este é sem dúvida um aspecto a seu favor. Para quem gosta dos géneros de crime e drama é imperativo ver esta série, se ainda não o fizeram. Por mais que os episódios passem e passem, eu nunca perdi interesse no enredo porque há sempre um novo detalhe que nos é dado em todos os episódios. Eu sinto que perdi um bocado da excitação inicial na segunda parte da segunda temporada, mas a verdade é que os últimos 15 minutos de cada episódio são sempre de deixar qualquer um com a cabeça às voltas e de queixo caído. Depois a série tem um conjunto de personagens fascinantes. Não é que estas personagens sejam algo de outro mundo, ou extravagante; elas são fascinantes porque são reais. Estas são personagens com qualidades e defeitos, com bons e maus dias, com boas e más atitudes, que fazem boas e más escolhas. E há diversidade AMEM!!! Podia ser melhor, é verdade, mas é um começo. O que me leva a acrescentar que esta série também tem um elenco fantástico. Para mim, a Viola Davis é a alma desta série – a sua prestação é completamente brilhante -, mas o que não retira de todo o mérito ao resto do elenco que, para já, tem-se mostrado excelente para esta série. Agora só me resta esperar mais meio ano pela próxima temporada – pausa pequena não é?

There are several aspects that make this one of my favourite TV shows, starting by the fact that its plot is absolutely appealing. The fact that it is highly based on flashbacks could turn it into a generalised mess, but this is without a doubt one of its best features. For those of you who like the genres of crime and drama, there’s no way you can miss the chance of seeing this show, if you haven’t done so. No matter how many episodes I had seen, I never lost interest in the plot because there was always something new happening, there was always an extra detail being shown to us in each episode. I think that I lost a bit of excitement after the mid-season break, but the truth it that the last 15 minutes of every single episode are capable of leaving your world upside down and blowing your mind like there was not tomorrow. Then we have a fantastic set of fascinating characters. Not that these characters are somewhat out of this world, or extravagant for that matter; they’re fascinating because they’re real. These are characters with qualities and flaws, with good and bad days, with good and bad attitudes, with good and bad judgment calls. And there diversity AMEN!!! It could be better, that’s true, but it’s a start. Moreover, this show also has a fantastic cast. For me Viola Davis is the heart and soul of this show – her performances are just brilliant – but in no way this takes merit out of the rest of the cast which, so far, has shown to be perfect for this show. And all that’s left to be done is wait another half a year for the next season – small break isn’t it?

241Quem é que também acompanha esta série? | Who also follows this show?

6 thoughts on “TV Show review | How To Get Away with Murder*

  1. Ricardo says:

    Se há coisa que a Shonda Rhimes sabe fazer, além de matar personagens injustamente, é criar histórias interessantes e viciantes. A primeira temporada de HTGAWM foi sublime. A prestação da Viola Davis foi das mais fortes do pequeno ecrã e converteu-me num admirador do seu trabalho. Concordo contigo, a partir de metade da segunda temporada, o comboio começou a perder um pouco do vapor, mas compensaram com um último episódio fantástico. A utilização constante de flashbacks como auxiliar narrativo é um dos pontos mais favoráveis desta produção. Que continue assim!

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    Like

  2. cidade do Pecado says:

    Eu adoro esta série desde o momento em que lhe pus a vista em cima. Tive um bocado de receio em relação às mudanças temporais que sempre existiram, mas acabei por me habituar e ignorar esse facto.
    Durante os primeiros episódios da segunda temporada, estive menos motivada, mas como tu disseste, há sempre algum pormenor que nos agarra.
    Tenho mesmo adorado a série🙂

    Beijinho
    Daniela
    Blog Cidade do Pecado | Facebook | Instagram | Snapchat: cidadedopecado

    Like

  3. Miguel says:

    ~Suspiros ~, querida Maria! E sabes porquê?! Porque é incrível a forma como lês os meus posts e percebes como ninguém as minhas entrelinhas. Fico-te grato por isso.
    Ir à sessões destas é muito útil e não significa que uma pessoa deixou de estar lúcida. Muito antes pelo contrário. Depois destas sessões, saio sempre com aquela sensação de que, afinal, até sou uma pessoa bem instruída porque consigo ir sempre ao encontro das temáticas abordadas expressando a minha opinião. Mas a minha opinião mesmo, baseada naquilo que sinto e que acredito😀
    Muito obrigado❤ Oxalá que todos pensassem como tu… Esta sociedade considera-se livre mas estou em crer que é só mesmo pelos interesses individuais!

    Não fazia, de todo, ideias desta série. Contudo, pareceu-me bastante interessante por meter ao "barulho" a área do Direito ahaha Vá-se lá entender esta minha panca. Ainda assim, só lamento o facto de ver o meu tempo reduzido. às vezes desejava dias com 48h!

    NEW GET THE LOOK POST | Easter Outfit Ideas For You
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me😀

    Like

Say what's on your mind

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s