Food for Thought | Sítios a visitar antes que desapareçam

maldivesO exagero que se lê nalgumas coisas… é algo de extraordinariamente impressionante. E até bastante engraçado nalguns casos. Antes de começar com o meu ponto de vista pouco ortodoxo acerca do assunto deste post, deixem-me esclarecer já uns detalhezitos. As alterações climáticas existem? Sim obviamente que sim, só alguém que não as quer ver é que se opõe a que estas estejam a decorrer. Foi o Homeme indo pela idiotice do BE, se calhar o melhor é escrever “Humanidade” antes que me esteja a ofender a mim mesma; já agora, os deputados sabem que se escrevermos Homem com letra maiúscula estamos literalmente a incluir qualquer pessoa da espécie Homo [sapiens] sapiens, certo?que provocou as alterações climáticas? LOL não. Por mais que tenhamos um ego gigantesco e um complexo de Deus que vai daqui até Plutão e volta, da última vez que verifiquei, quem manda na Natureza é mesmo a Natureza. Aliás é ela que manda nisto tudo e nem devia haver discussão – mas vá, esta é toda uma outra discussão. Mas estamos a piorar estes efeitos? Ahhh sim, isto sim é mais do que claro. Se calhar em vez só nos preocuparmos em vivermos como reis ou à grande e à francesa, como gostamos muito de dizer, que tal nos preocuparmos com o futuro das próximas gerações? Ah pois está claro, lá me estava a esquecer que devemos ser a espécie mais egocêntrica do Sistema Solar.

Mas indo ao cerne do post. Este artigo no Observador ainda me deu para rir um pouco. Este é o único texto que apresenta para introduzir uma galeria com imagens:

Quem disse que o paraíso não existe ainda não olhou com atenção para a Natureza que o rodeia: o mundo está repleto de recantos encantadores e memoráveis, brindados com paisagens estonteantes. Mas muitos deles estão agora ameaçados pelas alterações climáticas e podem deixar de existir daqui a menos de 15 anos. Faça as malas antes que seja tarde demais e visite os locais que estão a sucumbir às mudanças climatéricas.

Que isto vende jornais? Oh se não vende. Quanto maior for a desgraça e a alarvidade, maior deve ser o número de vendas. Já alguém em Sociologia e Antropologia pensou em fazer um estudo sobre isto? Deve dar um bom relatório para o final da Licenciatura. Isto da calamidade até soa bem para quem cujo relógio temporal só tem uns três séculos e para quem só vê os dados dos últimos 200 anos. Mas esquecem-se que a Natureza já existe há pelo menos uns 4.600 milhões de anos, e que nós só aparecemos nos últimos 200 mil anos. E que ao longo desta enormidade de anos a superfície do nosso planeta mudou drasticamente.

A maior parte das imagens apresentadas refecerem-se a glaciares ou calotes glaciares que, obviamente, estão a diminuir de tamanho. Como ditam as leis da Natureza, se nós não estamos num período glaciar, estas estruturas retrocedem; e depois progridem quando se sai dos períodos interglaciares. E estando nós num interglaciário estão à espera de quê, honestamente? E as temperaturas estão a aumentar e tal… Pois, normal. Hello e que tal se disser que já existiram períodos interglaciares mais quentes que o actual e que os nossos antepassados sobreviverem? Ahhh pois já me tinha esquecido que isto não está nos dados do século XIX. E que tal se disser que o último interglaciar durou cerca de 15 mil anos e que este ainda só tem uns 10/11 mil anos? E se disser que houve um que durou 28 mil anos? E que tal se disser ainda que estes períodos estão sobretudo relacionados com os ciclos orbitais (da Terra) de Milankovitch, e que investigadores apontam para que o próximo período glaciar só comece daqui a 50 mil anos? Se calhar a coisa até não é assim tão anormal.

Mas a parte mais gira da notícia é mesmo a legenda de uma das imagens do Mar Morto:

Mar Morto. Nos últimos 40 anos, o mar já diminuiu um terço. Em 50 anos pode desaparecer completamente.

Só tenho a dizer… é normal. O anormal é se ele não desaparecesse. O que esta gente não sabe investigar é que o Mar Morto, para além de ser um lago salgado ou hiper-salino, localiza-se numa região (semi)árida de Israel e da Jordânia; região esta que tem um balanço hídrico negativo, ou seja, há menos precipitação do que evaporação. E o que é que isto significa? Significa que a água evapora facilmente porque este lago, fechado, é alimentado por taxas de precipitação demasiado baixas para manter este lago sempre com os mesmos níveis de água. É claro que isto não acontece da noite para o dia, mas é um processo que só tem este fecho. E no lugar da água ficam os minerais que, em solução na água, precipitam à medida que esta é evaporada. Este é um dos ciclos mais banais do nosso planeta. A partir do momento em que o local onde está o Mar Morto reuniu estas condições, a sua colmatação estava mais do que traçada no seu destino. E não, a m***a  que temos andado a fazer nas últimas décadas em nada influenciou isto. Aos vários milhares de anos que aquela já é uma região (semi)árida.

E no meio disto tudo, só penso que se deveria abrir a pestana ao pessoal e fazer-lhes entender que as alterações climáticas são reais – no qual, porém, claramente não está incluído o tópico do último parágrafo -, mas que em vez de andarmos aqui a brincar aos Deuses e a querermos moldar a Terra a nosso belo prazer – porque na realidade quem somos nós para mandar nisto, quando somos das espécies mais recentes que por cá andam -, que tal optarmos por pensar em modos alternativos de vida, modos que não sejam tóxicos para o nosso planeta, porque sem ele não temos outra “casa”?

4 thoughts on “Food for Thought | Sítios a visitar antes que desapareçam

  1. Daniela Pinto says:

    Infelizmente os jornais e as revistas para venderem usam títulos que apenas 1% é realmente verdade. O que vale é que já lhes sei as manhas e já nem me dou ao trabalho de os ler muitas das vezes. Já este tipo de artigos, apesar de continuar a achar que eles exageram, gosto de ler pois gosto de conhecer sítios novos, ter ideia do que um dia gostaria de visitar. Há muita coisa que vai desaparecer pois assim tem que ser e tal aconteceria se cá não estivéssemos. Muitas das vezes demoraria mais uns 50 anos pois o nosso impacto acelera um pouco as situações, mas não me acredito que as provoque no geral. Agora se temos possibilidade de alterar e diminuir os nossos consumos, se podemos de algum modo fazer a nossa parte para os impactos diminuírem devemos aderir em massa, mas acreditando que se as coisas têm que acontecer, vão acontecer. Ponto final!🙂

    Like

  2. Nádia says:

    Não consegui deixar de ficar um bocadinho triste por te referires à proposta do BE como idiota. Na minha tese de mestrado, fiz questão de me referir sempre à espécie humana ou à humanidade em vez de ao Homem, antes do BE falar nisso (mas sou membro do partido, por isso é bom ter constantemente provas de que partilham dos meus valores). Acho mesmo que está ultrapassado falarmos em Homem ou Mankind, em inglês, e pelo que vejo as pessoas estão a começar a ter este cuidado, pelo menos na academia.

    Like

  3. Miguel says:

    Penso da mesma maneira. Datas impostas são sempre sinónimo de gastos desnecessários. Volta e meia, quando vejo algo que sei que a minha mãe vai gostar, compro-lhe. Contudo, é óbvio que, pela simbologia, não deixo passar este dia em falso. Quanto mais não seja um postal! Para mim, essas pequenas lembranças valem por tudo!

    Exato. O que é lamentável e que nem todos pensem assim!

    NEW WOMAN TREND POST | Off The Shoulders.
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me😀

    Like

  4. Miguel says:

    Exatamente, minha querida. Penso da mesma maneira. As dietas, infelizmente, estão condenadas a estar associadas a pessoas “gordas”, o que, desde logo, é um preconceito enorme. Um regime alimentar vai muito mais além disso… Mas enfim:/
    Sim, pelo menos sabemos que é tudo muito mais saudável😛

    Realmente o Homem tem uma mão enorme em tudo o que acontece no planeta e nem sequer se dá conta disso. Não fazia ideia de que estavamos tão perto do fim da extição de espaços tão icónicos!

    NEW TIPS POST | Suggestions gifts for Mother’s Day.
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me😀

    Like

Say what's on your mind

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s