the beginning of the end!

E hoje começou, para mim, mais um ano lectivo. Bem, quer dizer, na teoria, este ano lectivo já começou na segunda-feira passada, mas a verdade é que as aulas do meu curso começam sempre uma semana depois do verdadeiro início do ano lectivo. E nós começamos mais tarde por causa das escavações visto que, são não só os professores como também os alunos de segundo e terceiro anos que estão a participar em escavações arqueológicas até à terceira semana de Setembro. Isto é algo bom pois permite que nós não percamos aulas do nosso curso, mas o mesmo já não se pode dizer das cadeiras que fazemos do curso de História. Mas como apenas faltamos à primeira semana (logo, apenas às duas primeiras aulas) até que este não é um grande problema, pois não perdemos assim verdadeiramente muita matéria.

O ano passado, nesta altura, estava com bastante vontade de voltar às aulas. É certo que a meio do ano lectivo já estou super cansada, mas estudar é algo que me dá imenso gozo e, se pudesse, até que era bem capaz de tirar vários cursos. Contudo, este ano já não posso dizer totalmente a mesma coisa. Continuo com bastante vontade de estudar e até que estou com curiosidade para saber como é que irá correr as minhas cadeiras de seminário, mas há imensas coisas que me fazem ter pouca vontade de voltar à universidade. Digo isto não só devido ao comportamento de algumas pessoas, como também de alguns professores, que devem tirar um grande gozo em nos fazer a vida bastante difícil. Infelizmente, porque acho que é triste e uma pena quando se chega a este estado, sei que cheguei a um ponto em que estou bastante feliz por este ser o meu último ano de licenciatura. No entanto, fiz uma promessa a mim mesma de cumprir, custe o que custar, os meus objectivos para este ano lectivo. Este é o meu último ano na Universidade e gostava de acabá-lo em “beleza”, por assim dizer. Mas bem sei que este não vai ser um ano nada fácil. Por um lado, tem-se aquele problema dos professores, que tão cedo não irá desaparecer e, por outro lado, tem-se o problema do seminário. Não sei se esta é uma prática comum à maioria dos cursos, mas, no terceiro ano, nalguns cursos temos de escrever uma tese de seminário. E isto sei que vai ser uma tarefa bem complicada. Esquecendo a parte de que irei ter de fazer uma tese muito boa para obter as notas que quero, para já um dos problemas que esta tese coloca é arranjar um orientador. Já sei a que professor irei pedir ajuda, por assim dizer, o problema é conseguir falar com ele e ter tudo bem planeado para começar a trabalhar na tese. No entanto, indo de encontro aquilo que costumo fazer, decidi que não ia criar já problemas onde eles não existem. Supostamente, tenho até ao final do primeiro semestre para entregar o meu plano para a tese, por isso quero levar as coisas com calma. Mas mesmo assim, quero ver se resolvo já tudo nas próximas duas semanas. Para quem tem vindo a acompanhar o meu blog nos últimos dois meses, sabe que eu estou no curso de Arqueologia e que tenho um especial interesse pela Pré-História, nomeadamente pelos períodos do Paleolítico Médio e Superior. As teses de seminário, no nosso curso, podem ser escritas sobre diversos assuntos. Por exemplo, entre outras coisas, há quem escreva sobre uma determinada região, há quem escreva sobre determinado sítio arqueológico ou há quem faça uma análise de artefactos. Honestamente, qualquer destes tipos de teses é interessante e são temas genéricos que não me importava de fazer, mas o mais provável é eu acabar por ir analisar um conjunto de artefactos. Sei que são necessários um mínimo de 50 artefactos e que de certo é um número que já dá trabalho, mas a verdade é que esta me parece ser uma amostra pequena. E neste verão tenho andando a pensar em que período me quero especializar, porque mesmo dentro do Paleolítico, há imenso por onde pegar. Por um lado, sempre me interessei bastante pelo Paleolítico Médio por ser o período em que existiu o Homo [Sapiens] Neanderthalensis, mas por outro lado, também tenho um grande interesse pelo Paleolítico Superior, em que já temos o Homo [Sapiens] Sapiens. Eu tenho a consciência que por mais que eu queira, com o percurso escolar e académico que fiz e estou a fazer, não irei conseguir entrar nas áreas que aprofundam a questão da extinção do Homo [Sapiens] Neanderthalensis; e muito menos não irei descobrir o porquê e o como isto aconteceu. Por isto mesmo, eu estou cada vez mais inclinada para estudar as indústrias líticas (indústrias de pedra lascada – os instrumentos que os Homens usavam então) destes grupos de caçadores-recolectores. Mas aqui coloca-se outra contradição: ou me especializo apenas num dos sub-períodos do Paleolítico ou me especializo nos dois. Se for os dois o problema fica logo resolvido aqui, mas se for apenas num, para já, não me consigo decidir pelo qual. No Paleolítico Médio, o Homem tinha uma técnica de talhe própria, mas depois no Paleolítico Superior, existem diversas indústrias espectaculares, especialmente as mais recentes. Porque sei que apenas há colecções deste período na minha faculdade, sei que a minha tese de seminário irá ser sobre o Paleolítico Superior.

thesis
Se já os objectivos que tive para o passado ano lectivo podem ser considerados como um “exagero”, penso que aqueles que tenho para este ano vão bem para lá do exagero. Mas para aquilo que quero fazer da minha vida profissional, a verdade é que os objectivos têm que ser assim e não me posso desleixar de todo. No ano passado, o objectivo era obter uma média de 17 valores no segundo ano (algo que eu consegui); este ano, o objectivo é obter uma média de 18 valores no terceiro ano, fazendo com que a minha média final da licenciatura chegue, pelo menos, aos 16,5 valores (de momento, está nos 16,22 valores). Sei que esta não vai ser uma tarefa nada fácil, por isso, há sempre o objectivo mínimo de pelo menos ter média de 16 valores no terceiro ano, mantendo uma média final de 16 valores. E é aqui que começam dois semestres de universidade bastante difíceis e com muito estudo à mistura. Eu sei que faço esta promessa a mim mesma todos os anos, mas desta vez tenho mesmo que me aplicar a 200% desde o primeiro dia. Para bem da minha sanidade mental vou ter de continuar a ver séries e filmes, porque devemos conciliar sempre a diversão com o estudo, mas não me posso viciar neles como tem acontecido em anos anteriores. E, infelizmente, não irei tanto tempo como gostaria para o blog. No entanto, vou tentar não deixá-lo às moscas durante muito tempo. Vou ver se consigo aproveitar os primeiros dias de aulas, em que temos sempre um pouco menos de trabalho para fazer, e planear bem posts para várias semanas, caso entre em períodos com mais trabalho. Acima de tudo, sabem que continuo disponível para responder às vossa questões.

Como é que tem corrido o vosso início de aulas (para quem já as tem)? E como é que estão a correr os primeiros dias para os caloiros?

8 thoughts on “the beginning of the end!

  1. Cat's says:

    Como te percebo! Também só quero que este ano passe rápido e que eu consiga finalmente ultrapassar todos os obstáculos que tenho pela frente, estou tãooo saturada da minha faculdade e de alguns professores…mas enfim, o caminho agora é em frente! Só espero que compense… Cuidado também não exijas muito de ti, há que ter vida social para desanuviar um pouco…beijinho*

    Like

  2. Sweet woman says:

    Bem, mais uma vez desejo-te muita sorte para este novo ano letivo. Espero que as coisas corram realmente como estás à espera e que consigas atingir os objetivos que tens estabelecidos. Tenho a certeza que te vais esforçar para tal e que esse esforço vai ser compensado.
    A questão da tese é que acaba por ser ligeiramente mais complicada, mas se começares desde já a pensar nas coisas, de certeza que vai correr tudo dentro da normalidade, o pior que podia acontecer era pensares nisso em cima da hora e depois ser mais doloroso para começar.
    Quanto ao teu blog, é natural que acabes por ter menos tempo para ele, mas eu vou continuar deste lado a passar por cá sempre que possível🙂
    Beijinhos.

    Like

  3. Blackbird says:

    Eu também gosto bastante de estudar mas este ano não estava com vontade nenhuma de ir às aulas!
    Espero que tenhas um bom ano lectivo. Eu interesso-me pelo teu curso, parece ser bem interessante🙂

    Like

Say what's on your mind

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s