FashionSkribo apresenta… Glee’s 4th season

Penso que esta rubrica já passou por várias variantes. Comecei por criá-la para apresentar algumas novidades ou algum produto/peça/marca que gostásse. Mas com o tempo, comecei quase a usá-la, quase exclusivamente, para apresentar-vos algumas sugestões de filmes. No entanto, ainda que com menos frequência, não a tenho utilizado só para isto. E tal como fiz no ano passado (que podem ver neste post), hoje venho “apresentar-vos” uma das minhas séries favoritas. Ao contrário do que faço para os filmes, em que os apresento aquando da sua estreia nos Estados Unidos da América, eu “apresento” esta série no dia da sua estreia em Portugal. E como já poderão ter deduzido pelo título do post, hoje venho falar-vos um pouco da nova temporada (a quarta) do “Glee“. Estreia hoje, dia 20 de Janeiro, às 21h25 na Fox Life.

Glee_season 4_poster
Para quem não conhece… “Glee” é uma série musical norte-americana que contém também alguns traços de comédia e drama à mistura. Criada em 2009 por Ryan Murphy, Brad Falchuk e Ian Brennan, a série centra-se à volta de um clube de coro escolar (denominado nos EUA por Glee Club, daí o nome da série) – ‘New Directions’ – da William McKinley High School, em Lima, no estado de Ohio. Para além de todo o enredo em volta deste Glee Club, a série também lida com situações de relacionamentos, sexualidade e questões sociais.

A série já foi nomeada para dezanove Emmy Awards, quatro Golden Globe Awards, seis Satellite Awards, doze Primetime Emmys e para outros vinte e cinco prémios. Em 2010 ganhou o Golden Globe Award for Best Television Series – Musical or Comedy e Emmys para as prestações de Jane Lynch e de Neil Patrick Harris (como ‘guest star’) e para Ryan Murphy pela realização do episódio piloto. Em 2011, a série ganhou, novamente, o Golden Globe Award for Best Television Series – Musical or Comedy. Jane Lynch e Chris Colfer ganharam o Golden Globes for Best Supporting Actress e Best Supporting Actor, respectivamente; enquanto que o Mathhew Morrison e a Lea Michelle foram nomeados para Best Actor e Best Actress, respectivamente.

Com o fim da terceira temporada, assistiu-se à graduação de muitas das personagens da séries. No entanto, os seus criadores arranjar algumas maneiras de trazerem estas personagens de volta, embora não sejam todas com a mesma frequência. Deste modo, o enredo da quarta temporada desenvolve-se em dois locais diferentes: (1) William McKinley High School, em Lima – Ohio; (2) New York Academy of the Dramatic Arts (NYADA), em New York City. Enquanto que na escola secundária tem-se novos membros no Glee Club, acrescentando aos que ainda se encontram a completar o Secundário, em New York tem-se a Rachel. Ainda que tenha sido habitual a entrada de alguns actores convidados para representaram papéis pequenos nas temporadas anteriores, nesta nova temporada, estes “convidados” vão-se tornar um pouco mais frequentes.

Glee_season 4_image
Temos então o seguinte elenco principal: Chris Colfer (Kurt Hummel), Darren Criss (Blaine Anderson), Jane Lynch (Sue Sylvester), Kevin McHale (Artie Abrams), Lea Michele (Rachel Berry), Cory Monteith (Finn Hudson), Heather Morris (Brittany S. Pierce), Matthew Morrison (Will Schuester), Amber Riley (Mercedes Jones), Naya Rivera (Santana Lopez), Chord Overstreet (Sam Evans), Mark Salling (Noah Puckerman), Harry Shum, Jr. (Mike Chang) e Jena Ushkowitz (Tina Cohen-Chang). Em relação ao elenco recorrente, tem-se os seguintes actores: Whoopi Goldberg (Carmen Tibideaux), Grant Gustin (Sebastian Smythe), Dot-Marie Jones (Shannon Beiste), Samuel Larsen (Joe Hart), NeNe Leakes (Roz Washington), Vanessa Lengies (Sugar Motta), Eddy Martin (Thad), Curt Mega (Nick), Alex Newell (Wade “Unique” Adams), Lauren Potter (Becky Jackson) e Iqbal Theba (Principal Figgins). A estes elencos acrescenta-se as actrizes Dianna Agron (Quinn Fabray) e Jayma Mays (Emma Pillsbury), que passaram a actrizes convidadas; categoria esta onde se juntam também os nomes de Kate Hudson (Cassandra July) e Sarah Jessica Parker (Isabelle Wright). Por último, os novos actores (e por conseguinte, as novas personagens): Jacob Artist (Jake Puckerman), Melissa Benoist (Marley Rose), Nolan Gerard Funk (Hunter Clarington), Dean Geyer (Brody Weston), Blake Jenner (Ryder Lynn), Trisha Rae Stahl (Millie Rose) e Becca Tobin (Kitty Wilde).

Eu optei por colocar aqui dois trailers diferentes, sendo que o segundo é um “preview” dos primeiros dois episódios. O primeiro dá para se ter uma pequena noção do que é que nos espera a nova temporada. E o segundo é uma boa oportunidade para ficarem a conhecer as caras de algumas das novas personagens, visto que não aparecem todas no primeiro episódio.

Tal como aconteceu o ano passado, eu já vi os primeiros 10 episódios que já passaram nos EUA. Honestamente, eu nunca espero por nenhuma estreia cá porque, ou acaba por estrear três meses ou vários meses depois. E se eu o ano passado fiquei completamente apaixonada pela terceira temporada, o mesmo já não posso dizer desta. Continuo a gostar de a ver e até sou capaz de rever alguns episódios, mas penso que a série perdeu muita da sua qualidade. Notou-se que ao chegar à terceira temporada atingiu uma grande qualidade, nada comparável com a sua primeira temporada. E isto é algo positivo, pois até mostrava alguma evolução a acompanhar a própria evolução das personagens. O problema é que ela agora voltou para o nível que estava na primeira temporada, o que para mim não é bom. Sem querer denunciar muito (para quem ainda não tenha visto), penso que estão a repetir muita coisa que já ocorreu, ainda que abordando novos assuntos e é demasiado dramática. É que um drama aqui e outro ali ainda se aceita, agora drama atrás de drama penso que começa a ser um exagero. E há alguns deles que acho completamente desnecessários. E isto já para não dizer que algumas personagens ainda se encontram mais “estúpidas”: algumas atitudes têm piada, mas outras já torna a coisa um pouco idiota. Mas pronto, o Ryan Murphy lá sabe o que faz (penso eu…).

Infelizmente, estas são as únicas coisas que ainda me fazem ver a série: (1) as “aventuras” da Rachel e do Kurt; (2) os “solos” do Blaine e (3) os Warblers. De todas as personagens, sem dúvida que cada vez gosto mais da Rachel e do Kurt. E, para mim, são as únicas personagens com uma história com “pés e cabeça”, das quais se consegue verificar uma evolução e uma certa maturidade. E estou bastante feliz com o que o Ryan Murphy fez com estas duas personagens, especialmente a do Kurt (tirando apenas um aspecto). Dos rapazes sempre gostei bastante da voz do Blaine, por isso poder ouvi-lo, pelo menos uma vez, em todos os episódios é óptimo. E, por último, penso que os Warblers, a nível de actuações, estão muito melhores que os New Directions, e além do mais, gosto bastante da personagem do Sebastian e agora do Hunter (uma das novas personagens). Nem todos os “convidados” sempre me interessaram, mas estou bastante satisfeita pela escolha da Kate Hudson para representar umas das professoras da Rachel em NYADA. E ao contrário do ano passado em que tinha alguns episódios favoritos, desta vez apenas tenho como aquele que mais gostei o 8º episódio.

Contudo, isto é apenas a minha opinião. Muitas hipóteses há de vocês irem (ou estarem a) gostar desta temporada. Cada um tem os seus gostos, e é evidente que nem sempre gostamos de tudo e muito menos do mesmo.

Para quem já vi alguns episódios da temporada, o que é que estão a achar? Para quem ainda não viu, curiosas para saber o que vos espera nesta temporada?

12 thoughts on “FashionSkribo apresenta… Glee’s 4th season

  1. Lau says:

    Eu até estou a gostar desta temporada apesar de concordar contigo que algumas personagens e situações são demasiado ridiculas e exageradas!
    Ao contrário das outras temporadas estou a adorar a personagem da Rachel. Estou a gostar imenso de ver as aventuras dela e do Kurt e a forma como estão a crescer. A Kate Hudson como professora de dança está fantástica, adoro!
    Não é a minha série preferida mas é uma série que se vê bem.🙂

    Like

  2. TâniaS. says:

    tenho acompanhado a série desde do inicio🙂 esta 4 temporada não estou a gostar muito, pode ser também de não estar habituada ao novo elenco🙂

    Like

  3. Sweet woman says:

    Não sigo esta série à risca, pelo que vejo um episódio num dia, outro no outro, depende daqueles que por vezes apanho a dar na televisão, é ocasional. Existe uma coisa que esta e outras séries têm, como 90210, Gossip Girl que entretanto acabou, que se torna aborrecido. É o facto de todos acabaram por enrolar-se com todos por assim dizer, é como um ciclo e a história acaba por não existir no final de contas, mesmo assim na série Glee isto não se verifica com tanta intensidade porque pronto, existem as canções lá pelo meio, as competições e tudo mais. Tirando isso gosto da série e acho que a maioria das personagens têm um talento incrível e provavelmente vou ver um ou outro episódio desta série para ver o que é que entretanto vai acontecendo e assim.
    Eu também gostei bastante desses dois, já tinha comentado isso contigo na altura em que postaste alguns dos looks usados aqui no blog🙂
    Sim, eles acabam por ser muito manhosos nesse aspecto. Já me aconteceu, mas sim, na generalidade isso não acontece, é raro.
    Pois, era esperta a dobrar portanto. Sim, existem muitos que já não se preocupam minimamente com isso, simplesmente passa-lhes ao lado, mas também não consigo concordar muito bem com essa atitude por parte deles, mas infelizmente não posso fazer nada quanto a isso.
    E duas semanas passam a correr, por isso, aproveita bem🙂 Sendo assim sempre acabas por estar ligeiramente mais aliviada no próximo semestre.
    Sim, pode dizer-se que sim, agora é esperar para ver os resultados.
    Beijinhos.

    Like

  4. Raquel Alexandra says:

    Eu sempre gostei de desenhar. Quando era criança queria ser estilista, depois passou-me e nunca mais pensei nisso a sério. Também deixei de desenhar tanto, mas de vez em quando apetece-me ou quando me propõem algo acabo por ceder a essa paixão adormecida.
    É um livro muito conhecido, para dizer a verdade. Já tinha ouvido falar dele uma centena de vezes, mas quando oiço demasiado sobre algo começo a desconfiar e fico um bocado sem vontade de experimentar. Mas uma vez que o encontrei, por acaso, na biblioteca da escola, decidi dar-lhe uma chance. Gostei muito.
    No primeiro ano da universidade, a minha mãe frequentou a maioria das aulas e conseguiu fazer todas as cadeiras. Nessa altura trabalhava em part-time e tinha-me a mim e ao meu irmão, mas o meu pai tratou sempre do que a minha mãe não pôde. No segundo ano, japesar de já não estar a trabalhar (pelo menos fora de casa), faltou mais às aulas, mas fez tudo novamente. Este primeiro semestre não meteu lá os pés, mas até agora passou a tudo, só está à espera das tais duas notas que faltam afixar. Os professores da Universidade são um bocado preguiçosos. Tenho amigos que se queixam do mesmo. Acho que os mais velhos têm mais responsabilidade porque claramente têm mais experiência de vida e sabem o que vale o dinheiro e o que custa ter de gastar mais por andar a repetir cadeiras e anos. Mas por outro lado, os mais novos têm menos responsabilidades e mais energia, o que lhes devia permitir melhores notas.
    Obrigada. Acho que me vai correr bem – ou assim espero.

    Gosto muito do Glee, mas confesso que inteira só vi a primeira temporada, as outras duas fui vendo episódios, porque me apaixonei por outras séries como As Leis de Kate. Tenho que ver a estreia desta 4ª temporada. Gosto da Rachel Berry e quero acompanhar as suas aventuras na NYADA.

    Beijos

    Like

  5. Fashion Brand says:

    Vi todas as temporadas religiosamente até à 3ª, porque depois passou a enjoar um bocadinho…continuavam com a mesma coisa da Rachel e do Finn seeeeempre a acabarem e a voltarem a namorar, mas ainda vi a temporada inteira, agora na 4ª, vi 3 episódios e deixei de ver no episódio em que todos terminaram as relações, achei que foi desnecessário e o programa estava a perder a graça toda.:/
    Agora só vejo mesmo How I met your mother (a minha favorita de sempre), Dexter e Revenge. Nestas férias vi Dexter desde a primeira temporada e achei fascinante, aconselho vivamente. Antes também via Grey’s Anatomy, mas achei que aquilo já era um pouco exagerado porque estavam todos a morrer ou a abandonar o programa, pelo que também deixou de ter graça:/

    Like

Say what's on your mind

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s